Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

PLANO SOLIDARIEDADE VITOR NOBRE

 Plano solidariedade Vítor Nobre
 

Vítor Nobre, assistente de imagem em dezenas de filmes portugueses e em muitos outros estrangeiros, combate uma doença prolongada há já 11 anos.
Sofre de um tumor na cabeça e foi já sujeito a 4 intervenções cirúrgicas, a última das quais no último mês de Agosto.
A sua condição actual é grave e de grande dependência física, necessitando de acompanhamento especializado e permanente.
Não nos parece ser necessário explicar as diversas razões que levam o Vitor Nobre a ter necessidade da nossa ajuda financeira. Não tem por parte do Estado e da Segurança Social a ajuda que chegue. Ele encontra-se neste momento dependente de outros para ter alguma mobilidade e receber cuidados médicos.
Com a intenção de lhe propocionar esses cuidados os seus amigos lançam um pedido de ajuda a todos que possam contribuir para tornar possível colocar o Vitor Nobre numa clínica que lhe possa prestar os cuidados médicos e assistência necessária.

O Nib da conta é 0035 217700 01621380089, da Caixa Geral de Depósitos

Agradecemos que identifiquem as contribuições para a eventualidade de haver devoluções.

Se quiserem entrar em contacto podem usar os seguintes endereços:


milagre23@gmail.com

teresa.amaral@nbp.pt

rosarinho42@hotmail.com
Car@s Amigo@s,

Como devem saber, o nosso camarada Vítor Nobre foi novamente operado e encontra-se há mais de um mês no Hospital de Santa Maria. O seu estado é grave e de grande dependência física, necessitando de acompanhamento especializado e permanente.

O Estado tem obrigação de cuidar da sua situação mas, se deixarmos o caso nas mãos da Segurança Social, arriscamo-nos a que o Vítor vá parar a uma qualquer instituição num qualquer ponto do país, porque a política de vagas não segue critérios de proximidade.
Assim, um grupo de amigos está decidido a tomar o caso em mãos e, quando isso acontecer não haverá retorno possível porque a Segurança Social demitir-se-á do processo. A ADSE poderá suportar custos de internamentos entre 70% e 90% mas apenas durante os primeiros 2 meses, a partir daí será da nossa responsabilidade. Infelizmente, a maioria de nós conhece bem estas situações precárias e também sabemos que, por vezes, a resposta passa apenas pela solidariedade de uma mutualidade informal.

Não é uma decisão que se tome de ânimo leve pois irá tornar-nos responsáveis, formalmente, pelo bem estar do nosso amigo. Todos queremos o melhor para o Vítor e por isso arrisca-se, arrisca-se tudo, segue-se em frente.

Para isso vão-se estabelecendo planos, aos poucos e poucos.

1ª FASE - O primeiro passo é tirar o Vítor de Santa Maria e interná-lo num hospital especializado neste tipo de recuperação que ofereça também boas condições de fisioterapia. Este estado é provisório e deverá durar entre 1 e 4 meses, dependendo do processo de recuperação.

2ª FASE - Depois desta fase poderemos tentar outro tipo de instituição de longo prazo ou mesmo, e idealmente, procurar soluções que passem por acompanhamento domiciliário.

Para concretizarmos este plano necessitamos de toda a ajuda possível através da vossa contribuição solidária com ideias, sugestões, bons contactos, cunhas e, obviamente, com dinheiro. Para isso, a Teresa Amaral, a Rosarinho Moreira e o Tony Costa, abriram uma conta e disponibilizam-se a gerir o fundo.

Como é que podem contribuir:

Na 1ª FASE - PODEM CONTRIBUIR JÁ! - Criação de um fundo de maneio que poderá ser utilizado na compra de uma cadeira de rodas, numa entrada para internamento na tal instituição a curto prazo, fisioterapia, etc.

Nesta fase toda a gente pode contribuir com o que quiser e puder.

2ª FASE - Quando decidirmos uma solução a longo prazo teremos então uma previsão de despesas mensal e será necessário criar um grupo fixo de amigos que se disponha a colaborar mensalmente com uma verba para pagar o internamento / acompanhamento. Obviamente, quanto mais pessoas se oferecerem menor será o custo por cabeça. (Vão pensando no assunto mas desde já, quem quiser, poderá oferecer a sua participação entrando em contacto através dos mails referidos no final da mensagem de forma que se vá criando uma uma bolsa de voluntários)

QUEM QUISER CONTRIBUIR NESTA 1ª FASE, PODERÁ FAZER O SEU DEPÓSITO AQUI:
O Nib da conta é 003521770001621380089, da Caixa Geral de Depósitos, balcão do Camões e está em nome das seguintes pessoas:

Teresa Amaral-Rosário Moreira-António Costa

Agradecemos que identifiquem as contribuições para a eventualidade de haver devoluções.

A partir desta mailing list tentaremos, dentro do possível, manter-vos informados do estado das coisas e das aplicações do fundo monetário.

E AJUDEM A ENCONTRAR SOLUÇÕES PARA:

ARRANJAR UMA CADEIRA DE RODAS, DE PREFERÊNCIA ELÉCTRICA (OU DADA OU EMPRESTADA OU MUITO BARATA)

PARA ACOMPANHAMENTO PERMANENTE DO VÍTOR, QUER POR INTERNAMENTO, QUER POR ACOMPANHAMENTO DOMICILIÁRIO.

"COPIA INTEGRAL DO TEXTO PRESENTE NO SITE DA AIP www.aipcinema.com"

publicado por Nasmaniac às 01:40
link do post | comentar | favorito
|

.Tempo

Click for Lisbon, Portugal Forecast

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29
30


.Procura na WEB

.posts recentes

. PLANO SOLIDARIEDADE VITOR...

.Rádio

.tags

. todas as tags

.links

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.posts recentes

. PLANO SOLIDARIEDADE VITOR...

.Visitas

Contador
Contador Gratis
SAPO Blogs

.subscrever feeds